Saudade de ti!

saudadedeti.jpg
SAUDADE DE TI!
José Geraldo Martinez
Meu amor, quanta saudade eu tenho…
Das fugazes horas em algum quarto,
do riso fácil e das alegria miúdas,
nos dias de vento, nas tardes de chuva…
Da covinha que tinhas…
Quando sorrias sem medo!
Olhando a mim, quase um besta,
colocando flores em tua cabeça!
Gostava de molhar os pés…
Ainda que molhasse a barra do teu vestido!
Aos joelhos o trazia,
caminhando pelos igarapés perdidos…
Quanta saudade eu tenho…
Dos beijos que tu me davas!
Qual droga a me fazer loucuras,
sem antes me deixar tonturas…
O céu girava azul…
Ainda com o sol a me queimar o rosto!
No abraço feliz ao amor que tu me davas,
no peito onde tu te aninhavas deste moço!
Quanta saudade eu tenho…
Do cheiro que trazia nos cabelos!
De teu ventre de pêssego, de tua vulva e pêlos…
Saudade de ti, inteira!
Desta sem fim e arredia…
Que aniquila um homem aos poucos,
no ócio de suas horas vadias!
Saudade de ti, amada minha!
De teus olhos com sono…
Da entrega do teu corpo em meu colo, num feliz abandono!
De tuas mãos a deixarem meus cabelos em desalinho…
Faziam-me sonhar, ainda mais te amar,
dobrar os meus joelhos com teus carinhos!
Curvar a teus pés!
Rendido ao amor que tu me davas, absolutamente pleno…
Com a alma que tu entregavas!
Saudade dos teus seios…
Onde meu nome em medalhinha,
numa fina correntinha,
tu ainda tinhas entre meio!
Saudade tanta, tanta…
Que sou minguante a cada segundo!
Ah! Pudesse eu tornar passado…
Voltar ao nosso mundo!
Fiquei com esta horrível sensação,
mesmo que velho esteja agora…
Que tu ainda estás no passado e
o futuro é quem me trouxe embora!
Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: