Anjos verdes!

anjosverdes.gif
Anjos Verdes!
 J.J. Oliveira Gonçalves
 
 
Olhos verdes… Esmeraldas
Incrustadas em tua face…
As Musas (enciumadas!)
Não queriam que os cantasse!
Mas esta Lira que tanjo
De volúvel natureza
Não resistiu aos dois anjos
De esmeraldina Beleza!
Anjo ou mulher… (ou menina?)
De tão saudosa lembrança…
Bela, sensual, pequenina
Inda jeito de criança…
Poeta – o Estro não nego
Nem renego a vocação!
A timidez que carrego
Não carrega o coração!
Aroma da flor do campo
Amanhecida de Aurora:
Em teus olhos eu me acampo
E para ti canto agora:
Teu olhar contém o Mar
E a Esperança, também!
Conjugam o verbo Amar
Mas não contam pra ninguém!
És redondilha amorosa
No Lirismo do meu verso…
És da Vida o Cor-de-Rosa
A Rosa-Azul do Universo!
Teus olhos são dois pingentes
Que na estrofe se derramam…
Se são tristes, são contentes
Sozinhos, soluçam… chamam:
Por Amor- Artee Paz
Tão escassa neste mundo!
Cantá-los – vê: me apraz
Com meu sentir mais profundo!
Bela Musa que encontrei
Sem querer… no entardecer…
Para cantar-te rimei
Tua Beleza e meu Sofrer!
Estrelas Vésper – brilhantes
Neste Epílogo Outonal!
Intermitentes diamantes
Amuletos… afinal!
Deixo, aqui, a redondilha
Para os belos olhos teus:
São eles a Luz que brilha
Em meu verso e… não são meus!
Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: