Archive for the Tarcísio R.Costa Category

Virtudes teologais

Posted in Tarcísio R.Costa on janeiro 16, 2008 by sabrinabenites
virtudes.gif
VIRTUDES TEOLOGAIS
Tarcísio R. Costa
Hoje me vi num espelho,
Olhei-me de pertinho,
Achei-me meu olhar
Diferente, triste…
Não sinto na minha alma
O que o espelho me mostra,
Dizem que a alma não envelhece,
Só corpo padece…
Essas dúvidas provocam frustração,
Em alguns a tristeza, noutros depressão,
Mas, parece que não adianta reclamar,
Deve-se, então o espelho evitar?
Uma sugestão é tentar acreditar
Que envelhecer é o privilégio
De se viver mais.
Não é bom nos auto-enganar,
Sim, evidenciarmo o que temos de positivo,
Sem nos envolvermos em fantasias,
Porque elas são fugazes,
E conflita com a realidade
Quando formos em busca da verdade…
Nesse momento só prevalece a razão.
Mas tudo é muito confuso,
Em nossos derredor,
Há uma descabida agitação
Nos conflitos da tecnologia,
Onde não há razão e nem emoção,
O homem foge da espiritualidade
Ao viver em busca da velocidade,
Como se isso fosse solução
Para a essência da vida…
Meus versos contrariam
Os meus princípios que são apoiados na fé…
Pensando bem, a fé pode ser solução,
Devemos, diante disso, então,
Reler os preceitos e nos entregarmos à oração,
Virá o alívio pela fé, esperança e caridade,
Que são as virtudes teologais…
Ao serem aceitos esses preceitos
Criar-se-ão na nossa mente, novos conceitos,
Haverá, então, a aceitação da realidade,
O fruto será a felicidade e o prazer de viver,
Sem o medo da verdade.
 

O ressurgir da verdade

Posted in Tarcísio R.Costa on janeiro 9, 2008 by sabrinabenites
ressurgirdaverd.gif
O RESSURGIR DA VERDADE
Tarcísio R. Costa
A sonoridade ecoava ao longe… Era um violino
Seguido por um flautim de som triste, oriental…
Desabava uma indescritível saudade, tal
Como se estivesses a ressuscitar um carinho…
Era a festa da volta tristonha do passado…
Olhares lacrimejantes, de chorosa saudade,
A encontrarem nas sendas do passado, a verdade,
Num testemunho de que nem tudo estaria acabado.
Eclode como raios abençoados, a alegria…
O sol renasce e, com ele, uma nova realidade,
Extingue-se na penumbra, rastros da nostalgia.
Nesse momento sagrado ressurge a verdade,
É o som melodioso dos pássaros, em sinfonia,
A inundar os corações de renascida saudade…

Infância

Posted in Tarcísio R.Costa on dezembro 27, 2007 by sabrinabenites
infancia.gif
Infância
Tarcisio R. Costa
 
 
 
Lembro o meu tempo de criança,
Era um mundo de belezas diferentes…
Recordo-me, ainda, de duas velhas árvores,
Hoje transformadas em saudades…
Ficavam ao lado da morada do meu passado…
Entre elas, sempre  eu via o despertar  do sol,
No amanhecer sem a tristeza das nuvens…
ouvia-se o gorjear dos passarinhos,
Alegres, ao lado dos seus ninhos…
 
Passado muito tempo, fixei meus olhos
Nos tristes galhos ressequidos, pela idade,
Ali estava retratado o meu passado…
Via, com saudade, nessas árvores,
Como em um espelho, refletidas,
As doces alegrias que inundavam
De amor a minha infância.